Seja VOCÊ a mudança no Trânsito

 

O título desta matéria reproduz o tema proposto pelo Departamento Nacional de Trânsito – DENATRAN, para a Semana Nacional de Trânsito 2015. Como órgão máximo executivo de trânsito da União, o DENATRAN tem por missão cumprir a legislação de trânsito e a execução das normas e estabelecidas, mas também procurar levar para a sociedade brasileira uma nova forma de ver, entender e fazer trânsito. Para tanto, faz-se necessário compreender que essa missão somente será cumprida com a participação de toda a sociedade e não apenas os órgãos da administração pública.

De fato, por todo o país é fácil verificar que atitudes equivocadas no trânsito têm como protagonistas condutores de veículos, ciclistas e pedestres. No Ceará convém observar que a frota de veículos aumentou 189% nos últimos 10 anos. Mais preocupante ainda são os dados do DETRAN-CE constatando que a distribuição deste aumento incidiu fortemente no interior, onde o crescimento da frota chegou a 262%.

Não dever ser difícil para o leitor reconhecer que é justamente nas cidades do interior que encontramos o resultado mais preocupante deste contexto – os acidentes. Estes parecem ocorrer pelo somatório de um conjunto de fatores que envolvem: desconhecimento/inobservância das regras do trânsito – decorrente da falta de educação para o trânsito; ausência de habilitação de condutores, consumo excessivo de álcool, bem como má qualidade na pavimentação e sinalização de ruas, avenidas e rodovias, que se somam à deficiente fiscalização do trânsito.

Os dados do DETRAN-CE referentes a dezembro de 2014 revelaram que Sobral possuía uma frota de 77.188 veículos, dos quais 48.497 eram motocicletas – o que correspondia a 62,8% da frota. Se o elevado número de motos parece ser curioso, o que dizer do fato de haver no município apenas 9.062 condutores habilitados na categoria A (motos) e 21.955 condutores habilitados na categoria AB (carro e moto). Isto significa dizer que, em dezembro de 2014, o número de pessoas habilitadas a conduzir motocicletas em Sobral correspondia a apenas 63% do total de motocicletas. Ou, se preferirem uma tradução, significa dizer que em dezembro de 2014 circulavam diariamente nas ruas, avenidas e estradas do nosso município 17.458 motocicletas conduzidas por pessoas sem a devida habilitação.

No Ceará, o número de vítimas fatais de acidentes envolvendo motocicletas saltou de 776 em 2013 para 940 em 2014, o que correspondeu a um aumento de 21%. Em Sobral, os dados de 2014 ainda não foram divulgados, mas em 2013 houve registro de 92 óbitos decorrentes de acidentes envolvendo motocicletas, a maioria das vítimas com idade entre 16 e 29 anos e apresentando sinais/sintomas de embriaguez.

Cabe também observar no quadro abaixo as causas dos acidentes que ocasionaram os óbitos em Sobral e compará-las com as principais causas no Brasil entre 2010 e 2014. É impossível aceitar que 43,3% das vítimas simplesmente caíram das motocicletas. Parece mais lógico supor que a imperícia e a embriaguez devem estar associadas a estes casos. Do mesmo modo pode-se supor que a imperícia e a imprudência, associados à qualidade da pavimentação de ruas, avenidas e rodovias, assim como sinalização/fiscalização do trânsito justificam o elevado número de colisões entre motocicletas.

 

Causa/Local Brasil Sobral
Colisão carro como moto 41,9% 17,7 %
Queda de moto 28,2% 43,3%
Atropelamento 14,3% 7,94%
Colisão moto com moto 16,4%

Fonte: DATASUS, DETRAN-CE

 

O quadro abaixo traz o comparativo da evolução do coeficiente* de mortalidade envolvendo acidentes com motocicletas no Brasil e em Sobral entre 2006 e 2013, e exige de todos nós, providências urgentes. Olhar para este coeficiente é perceber que no mesmo período a evolução do número de vítimas em Sobral foi 3 vezes maior que a média nacional.

 

Ano Base Brasil Sobral
Coeficiente Evolução Coeficiente Evolução
2006 4,6 65% 16,1 185%
2013 7,6 46,0

       * Mortalidade por 100.000 habitantes

Fonte: DATASUS

 

Os dados aqui apresentados chamam atenção para a necessidade urgente de adoção de medidas estruturais, educativas e legais por parte do poder público, nas diferentes esferas de governo, em especial com a implantação de uma fiscalização mais rigorosa e eficiente sobre os usuários de motocicletas, para reduzir o número de condutores que trafegam sob efeito do álcool, estimular e garantir o uso correto do capacete e evitar o excesso de passageiros em motocicletas.

Por ocasião da Semana Nacional do Trânsito, convidamos cada cidadão sobralense a contribuir para Segurança no Trânsito, visando sensibilizar e conscientizar toda a população sobre os altos índices de mortes e feridos em ruas e rodovias brasileiras e diminuir o número alarmante de pessoas que perdem a vida em acidentes.

É importante alertar mais uma vez que para reverter esse quadro dependemos da mudança de atitude de todos (pedestres, ciclistas, passageiros e condutores), que temos o poder de decidir nosso destino e somos responsáveis pelas consequências de nossas escolhas.

Em Sobral, a campanha já começou na sexta-feira (18), as atividades da Semana Nacional de Trânsito. A abertura aconteceu no Centro de Convenções, com a presença do prefeito Veveu Arruda e palestras do secretário adjunto da Saúde, Zezé Leal, do médico Gerardo Cristino, Dr. Vicente Pinto e da equipe do Serviço Social do Transporte (SEST) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT). A programação contou ainda com apresentações teatrais e da Banda de Música Municipal.

As atividades seguem até o próximo dia 25 de setembro, sendo coordenadas pela Secretaria de Cidadania e Segurança (SCS). Entre as ações programadas estão blitze educativas em diferentes cruzamentos da cidade e palestras em escolas e empresas.

 

 

 

Prof. Dr. Vicente de Paulo T. Pinto

Prof. Dr. Gerardo Cristino Filho

Curso de Medicina da UFC-Campus de Sobral

 

%d blogueiros gostam disto: