UMA CIDADE CHAMADA BECO DO COTOVELO

Existe um pedaço de rua em Sobral, que tem nome e vida artística, é uma espécie de  coração pulsante, é o Beco do Cotovelo, a sala de visita da terra de Dom José Tupinambá de Frota.

Por lá permeiam os fatos e boatos da cidade, é o cérebro do ser e do ouvir de uma terra de cenas fortes  chamada Sobral de Dom José.

Vir a Sobral e não conhecer o beco do cotovelo, é ir a Roma e não ver o papa.Este espaço tem vida própria e faz acontecer a cidade contribuindo  para sua história no nosso dia a dia.

O escritor Cesar Barreto fez de seus contos anedotários o retrato vivo da vida desta casa de sonhos e de vivência tão popular na região norte.

O beco sempre será uma casa de sonhos para a história de nossa cidade, lá é o cerne de tudo que acontece, uma escola viva a céu aberto, talvez uma universidade aberta, uma vitrine viva dos fatos da nossa história  contando já com 173 anos.

O poeta popular  José Thomaz de Lima, membro do Centro Cultural Dom José, escreveu com maestria um poema que retrata o dia a dia deste espaço tão popular da nossa bela cidade.

Este escriba ajudou a musicar em parceria com Expedito Vasconcelos estes versos de cunho cultural que marca época até hoje. É bom aprender a cantar esta canção tão nossa que retrata a vida e a obra cultural deste espaço pulsante tão nosso.

 

BECO DO COTOVELO

 

Autores: Letra : Poeta Thomaz de Lima e Expedito Vasconcelos –  Musica:  Poeta  Dr. Chico Prado

 

O nosso corpo possui

Um órgão emocional

Este órgão é o coração

Onde tudo é natural

E o Beco do Cotovelo

É o coração de Sobral.

 

Por esta artéria gravitam

As novidades do dia

O padre  o médico o político

Falam de suas teorias

Malandros derramam gírias

Poeta faz poesia.

 

No Beco existe de tudo

Para a plebe e o escol

Cabeleireiro  engraxate

Papo conversa farol

Onde a vida está presente

Do nascer ao pôr do sol.

 

Há cambistas, há livreiros

Discos, revistas, jornais,

Café que bem o Jaibaras,

Lanchonetes Sociais.

Tem mais coisa e mais riqueza

Este Beco é bom demais.

 

Como dia o poeta Zé Thomaz

Este Beco este Beco

Este Beco é bom demais.

 

Um fato curioso que acontece no Beco é a figura do prefeito desta artéria central da cidade, tudo começou com a criação da A.A.B.C. a Associação dos Amigos do Beco do Cotovelo idealizada por este escriba e o empresário, Expedito Vasconcelos, que se tornou presidente e depois foi imortalizado como prefeito deste espaço coração.

Existem bordões populares criados por lá pelos poetas e freqüentadores Só não anda no Beco quem tem rabo de palha: “Falem de bem ou de mal só não pode e ficar calado no Beco do Cotovelo”.

Existe ainda a  figura folclórica de um boneco chamado de Zé Bocão  que incorporou o dia a dia da vida deste espaço tão popular, onde as fofocas são atribuídas a ele na cidade. No carnaval ele sai às ruas com sua banda abrindo o desfile de blocos na cidade com os seus meninos e sua banda.

No Beco foi criada uma escolinha composta de jornalistas, radialistas e de freqüentadores assíduos  deste espaço tão popular da região, onde se encontram bancos de madeiras para as conversas do dia a dia  patrocinados pelo prefeito de lá,  Expedito Vasconcelos, o proprietário do Café Jaibaras que faz tudo com muito amor à história.

Há mais de vinte anos foi criado um programa de rádio, um jornal e um livro para assinaturas dos visitantes ilustres que andam por lá. Hoje circula a Revista Alternativa e o jornal Pop News nascida a idéia no Beco pelo membro do Centro Cultural Dom José, o jornalista Marques Araujo com apoio do Centro Cultural Dom José.

Existe um mural expressivo com notícias da cidade, um óculos comunitário e um espelho que faz mostrar o “Fofoqueiro do Beco” ao vivo e a cores, tudo isto faz parte da vida cultural deste espaço.

Existe também uma galeria de fotos de filhos da cidade que contribuem para o progresso da região, governadores ministros e deputados e prefeitos do passado, e ainda fotos históricas dos que construíram a história do nosso passado, a partir de Dom José Tupinambá da Frota, o segundo fundador de nossa cidade princesa por méritos.

O Centro Cultural Dom José de Sobral nasceu  lá há mais de vinte anos e vem fazendo história cultural na cidade. Homenagens são feitas no Beco do Cotovelo, por méritos, a políticos, homens de imprensa e associações filantrópicas da região.

 

ASSIM É RETRATADA A VIDA E A OBRA DE UMA CIDADE CHAMADA BECO DO COTOVELO, UMA ESCOLA ABERTA PARA A HISTOÓRIA DO FUTURO DE UMA CIDADE DE CENAS FORTES CHAMADA SOBRAL

 

Francisco Anastácio Aragão Prado

Presidente do Centro Cultural Dom José

%d blogueiros gostam disto: