FRANCISCO ARAGÃO PRADO (AGENOR PRADO)

Cantinho da Saudade - Agenor Prado foto 1

Nascido em 1926, na serra do Rosário, em localidade pertencente a Sobral (CE), Francisco Aragão Prado muito cedo passou a ser chamado de Agenor, nome pelo qual ficou conhecido pelo resto da vida. Eram seus pais Maria Aragão Prado e Raimundo Nascimento Prado (Raimundo Jerônimo). Como era tradição naquela época, o casal gerou muitos irmãos para Agenor: Clóvis Aragão Prado, Vicente, Molardo, Gonzaga, Alain, Raimundo, dentre outros.

Ainda criança, em 1936 a família veio de mudança para Sobral, onde buscaria mais oportunidade de estudo e trabalho para os filhos. Assim como outros irmãos, Agenor fez seus estudos primários em Sobral, na Escola Dona Mocinha Rodrigues. Mas sua forte vocação para vendas o arrastou cedo para o comércio.

Atuou em diversas áreas como comerciante, sempre demonstrando muita disposição para o trabalho e aguçado tino para os negócios. Durante muitos anos comercializou cereais, levados de Sobral e região norte para o Maranhão, e daquele estado também trazia mercadorias diversas.

Em 1949, no distrito sobralense de Jaibaras, Agenor casou-se com Raimunda Freire Prado (Mundica), filha de Filomena Correia Lima e Alberto Eduardo Freire. Dessa união nasceram os seguintes filhos: Agenor, Mairie, Lúcia, Tânia, Luciano, Sérgio, Liana e Antônio José (falecido).

Depois de fixar-se definitivamente em Sobral, Agenor Prado esteve à frente de uma Fábrica de Mosaicos. Anos depois, passou a atuar no setor de peças para veículos com seu irmão Clóvis Aragão Prado, proprietário da extinta AutoCentral, localizada na Rua Cel. José Saboia. Além dessas ocupações, também trabalhou com revenda de veículos e com banco de Jogo de Bicho.

Na política, Agenor Prado participou ativamente da campanha a prefeito de Sobral do seu primo, José Parente Prado, contra Carlos Alberto Arruda, disputa em que saiu vitorioso Zé Prado. Teve participação em diversos clubes sociais e de serviços locais: foi sócio-proprietário do Derby Club Sobralense; fez parte da diretoria do Palmeiras Country Club e atuou no Lions Club.

Uma das principais metas de Agenor era proporcionar aos filhos uma boa educação, oferecendo meios para que concluíssem um curso superior, o que o fez desdobrar-se no trabalho para concretizar tal sonho. Segundo parentes e amigos, era marca registrada da sua personalidade honestidade, humildade, simplidade, sinceridade, alegria e a conversa agradável.

Sua simplicidade foi responsável por ter formado vasto círculo de amizades, que ia dos mais abastados a trabalhadores humildes, como carroceiros, aos quais dedicava um carinho todo especial. E muitas dessas amizades foram feitas quando estava usufruindo dos passatempos preferidos: jogar baralho ou sinuca, assistir à corrida de cavalos ou num bom bate-papo regado a umas cervejinhas geladas.

Aos 49 anos, por ter sido fumante durante quase toda a vida, Francisco Aragão Prado (Agenor Prado) contraiu câncer pulmonar, vindo a falecer no dia 15 de abril de 1975, no hospital Geral de Fortaleza. Seu corpo foi trasladado para Sobral, sendo sepultado no cemitério São José desta cidade.

Já a esposa, Raimunda Freire Prado (Mundica), faleceu com idade avançada em 22 de outubro de 2014, em Fortaleza, onde residia havia anos. Está sepultada no cemitério Parque da Paz daquela capital.

 UMA PRECE PELA ALMA DE FRANCISCO ARAGÃO PRADO (AGENOR PRADO”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: