Diocese de Sobral anuncia nomeações e transferências de sacerdotes

Com a ordem de anunciar o Evangelho e de renovar todos os dias o sacrifício do Corpo de Cristo entregue e do seu Sangue derramado pela vida do mundo, os sacerdotes são missionários. Neste espírito de obediência à ordem de Jesus: “Ide por todo o mundo…(Mc 16,15), a Diocese de Sobral anuncia transferências e nomeações de sacerdotes.
Os sacerdotes Pe. Ítalo Arcanjo e Pe. João Paulo Aguiar serão enviados à Espanha para estudar. Pe. Ítalo fará uma especialização relativa ao matrimônio no Pontifício Instituto Teológico João Paulo II para ciências do matrimônio e da família em Valência (Espanha). Já Pe. João Paulo cursará Mestrado em Filosofia na Universidade Católica de Valência São Vicente Mártir. O envio de padres para estudar está dentro do Plano de Formação Permanente do Clero da Diocese de Sobral. O Seminarista Samoel Pereira será ordenado diácono no dia 14 de novembro na paróquia de Groaíras e permanecerá estagiando na paróquia de Massapê e colaborando com Pe. Jocélio Mendes no Seminário Propedêutico.
A Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Meruoca, cujo Pároco é Pe. João Paulo Aguiar terá como Pároco Pe. Fábio Soares, Pároco da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus. Pe. Marcos Uchôa se tornará Pároco da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em Sobral, deixando a Paróquia São João Batista na localidade de Celsolândia, em Acaraú, sob a administração de Pe. Francisco Edinardo Gomes. A reitoria do Seminário de Filosofia São João Paulo II, atualmente com Pe. Ítalo, será assumida por Pe. Antônio Denílson de Sousa, Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade de Coreaú. A Fazenda da Esperança seguirá com o sacerdote alemão Pe. Uli Endres.
Pe. Antônio Eudes Cruz, Reitor do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição, irá com 8 seminaristas para Belo Horizonte onde farão o curso de Bacharelado em Teologia na Pontifícia Universidade Católica de B.H, cuja duração é de quatro anos.

Missão
Os sacerdotes têm fundamental importância na missão da Igreja. Além disso, a longa permanência na mesma função e no mesmo lugar, pode criar maus hábitos, gerando comodismo ou falta de entusiasmo no cumprimento da missão. A rotatividade, pelo contrário, renova o ardor missionário dos sacerdotes e das comunidades, gera criatividade e confiança nas próprias capacidades diante dos desafios da caminhada.
Na Diocese de Sobral, são 72 padres incardinados e residentes, dos quais 65 trabalham em Paróquias, Áreas Pastorais, Seminários e Capelanias, 5 são eméritos, 01 está estudando em Fortaleza, fazendo mestrado em filosofia; 01 está servindo como capelão militar em Juiz de Fora; temos 04 incardinados e não residentes (moram em outras dioceses) e um residente e não incardinado (pertencem a outras dioceses).

%d blogueiros gostam disto: