Bispos se reúnem na Fazenda da Esperança de Guaratinguetá para partilhar experiências

Dom José de Vasconcelos foi um dos bispos presentes. Participaram bispos de 22 dioceses do Brasil

Presente em Dioceses do Brasil e em vários países do mundo, a Fazenda da Esperança foi tema de um encontro que reuniu bispos de 22 dioceses, entre os quais o bispo de Sobral, Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos. A partilha de experiências foi realizada no Santuário da Esperança na Fazenda de Guaratinguetá (SP) na segunda-feira, 9, e na terça-feira, 10. O momento acontece já há alguns anos nos dias que antecedem a Assembleia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Santuário de Aparecida.

Na Diocese de Sobral, a Fazenda da Esperança São Bento completará 10 anos em 2018 e já foi lançada a pedra fundamental da Fazenda feminina. “Participar do encontro dos ‘bispos fazendeiros’ é uma alegria; estar aqui partilhando experiências. A esperança que surge, eclode e nos estimula a viver. Cada experiência é singular e nós nos encantamos cada vez mais quando nos reunimos, particularmente na celebração eucarística, quando sentimos a vibração dos jovens na resposta da liturgia, no testemunho de vida na alegria que os jovens nos transmitem. A Fazenda da Esperança é verdadeiramente Obra de Deus”, ressalta Dom José de Vasconcelos.

Frei Hans Stapel, um dos fundadores da Fazenda da Esperança, disse ter sido muito proveitoso o encontro. “Ressalto a fraternidade dos bispos conosco, a liberdade, alegria e esperança de juntos podermos fazer algo por nossa juventude tão sofrida e muitas vezes marginalizada. Sabemos que não estamos sozinhos, a Igreja está junto conosco.

Unidade

O momento de unidade e de partilha possibilitou a construção de novas estratégias para alcançar os jovens, segundo Frei Hans. “Foi uma oportunidade de começar a saber como eles sentem, o que pensam e ouvir sugestões de como podemos melhorar, para tentarmos acertar”, define. O fundador disse ainda que muitos bispos puderam conhecer a Fazenda de origem, onde tudo começou no Brasil. “Muitos também queriam entender o carisma e estão vendo toda esta obra, a grandeza como se manifesta em Guaratinguetá onde tudo começou”. A Fazenda, de acordo com ele é “sinal visível da igreja de hoje. A fazenda faz o que o Papa nos pede que é ir às periferias acolher os últimos”, completa.

Angelucia Moura, membro da presidência da Fazenda da Esperança, destaca que a presença dos bispos é motivo de alegria e responsabilidade. “Percebemos que 22 bispos deixaram suas Dioceses para estarem conosco. Vemos que a Igreja está junto conosco. É uma responsabilidade para nós como família Fazenda da Esperança cada vez mais aprofundar esta experiência. A igreja confia em nós e a presença dos bispos dá essa confirmação. São muitos os bispos com sangue novo, com muita vontade de trabalhar conosco para que possamos continuar a ser essa igreja com esperança, igreja que acredita no carisma da esperança”, garante.

(Com informações da Fazenda da Esperança)

%d blogueiros gostam disto: