180 anos do IHGB

Muitos pensam que a Academia de Letras mais antiga do Brasil é a Academia Brasileira de Letras, fundada na antiga capital do Brasil nos dias da República, em 20 de julho de 1897. A bem da verdade a mais antiga entidade do gênero é a Academia Cearense de Letras, fundada quase três anos antes, em 15 de agosto de 1894. Mas, mais antigo ainda em termos científicos-culturais é o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), fundado em 21 de outubro de 1838.
As sessões para fundação do Instituto Histórico e Geográfico aconteceram na sede da Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional (SAIN), fundada em 1831, com o objetivo de fomentar a indústria brasileira, amparada pelo Ministério dos Negócios do Império absorvida, nos dias de hoje, pela Confederação Nacional da Indústria.
Em 18/08/1838, o Cônego Januário da Cunha Barbosa e o Marechal Raimundo José da Cunha Matos apresentaram a convidados, a proposta de criação de um Instituto Histórico e Geográfico. Dia seguinte, aconteceu a segunda sessão, na qual ocorreu a criação do Conselho Diretor para o qual, no dia da fundação oficial seriam eleitos Presidente, o Visconde de São Leopoldo, Sr. José Feliciano Fernandes Pinheiro (1838-1847) e os fundadores Marechal Raimundo José da Cunha Matos, Vice-presidente, e o Cônego Januário da Cunha Barbosa, primeiro Secretário. Foi do Cônego Cunha Barbosa, na terceira sessão (25/08/1838), a proposta de se convidar personalidades que seriam os sócios fundadores do IHGB. Como em toda fundação, a 15 de setembro, os nomes que aceitaram participar fizeram suas devidas comunicações. Dia 28/09, o Marechal Cunha Matos comunicou que se completara o quadro de sócios efetivos do IHGB e pediu ao Conselho indicar o dia da Assembleia Geral, marcada o domingo, 14 de outubro. A 6 de outubro, o Cônego Cunha Barbosa comunicou que não poderia realizar-se a Assembleia no dia 14, adiando-a para o domingo seguinte, 21 de outubro.
Há 180 anos que completarão domingo 21, às 11 horas, reunidos no salão da SAIN, os 27 sócios fundadores, sob a presidência do Marechal Francisco Cordeiro da Silva Torres, presidente da SAIN, declararam fundado o IHGB e elegeram, para servirem interinamente, até a aprovação dos Estatutos os diretores antes citados. Um ano depois, a 3/11/1839, conforme citação no sítio eletrônico da entidade, se deu a primeira sessão solene de aniversário do Instituto, “em ‘uma das maiores e mais ricas salas do Paço Imperial da cidade’”. No mesmo 1839, circulou a respeitada Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.
Antes de ser transferido para o Edifício Pedro Calmon, no bairro Glória, Rio de Janeiro, além dos locais citados, o IHGB foi sediado no Real Gabinete Português de Leitura e os objetivos dos fundadores são mantidos até a atualidade, “coligir, metodizar, publicar ou arquivar os documentos necessários para a História e a Geografia do Brasil…”, sob a presidência do historiador e advogado Arno Wehling, também imortal da Academia Brasileira de Letras, e na direção do Museu, está a estimada confreira na Ordem do Santo Sepulcro Vera Tostes.
A sociedade brasileira agradece ao IHGB por seus tão importantes préstimos e a sessão magna comemorativa de aniversário do Instituto está prevista para o último dia deste mês.

%d blogueiros gostam disto: