Times de futebol do Ceará buscam torneios mais fáceis

Icasa, Itapajé, Limoeiro do Norte, Guarani de Juazeiro e Quixadá tem prazo até segunda-feira, dia 30, para quitar dívidas com a Federação Cearense de Futebol (FCF) e Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol-CE, para garantir vagas e disputar a Copa Fares Lopes deste ano.

Todo o ano aumenta interesse dos times em questão em disputarem importante torneio, por ser o caminho mais curto para chegar a Copa do Brasil, último campeonato da Copa Fares Lopes. Enquanto paira dúvidas com relação a participação dos times acima citados na Copa, O Guarany foi um dos primeiros inscritos na competição e vai a disputar com o objetivo de conquistar o bicampeonato. Além do Guarany de Sobral foram confirmados também os times do Alto Santo, Floresta, Tiradentes, Crato, Horizonte, Fortaleza e Ceará, que pela primeira vez deve disputar a Copa Fares Lopes com seu time principal, já que é patente a valorização que o alvinegro vai dar ao torneio por ter perdido o titulo do campeonato estadual para o arquirrival Fortaleza e o direito de participar da Copa do Nordeste de 2017, pois a vaga foi garantida para o Uniclinic, vice campeão do estado da atual temporada.

Enquanto a Copa Fares Lopes não chega, todas as atenções da diretoria estão voltadas para o time Sub-17, já iniciou os trabalhos de avaliações que ficarão sob a responsabilidade da dupla Teco-Teco e Gadelha, que com muito critério e cuidado, vão selecionar os garotos que se destacarem ao longo do período de treinamentos. E é justamente pelo fato de revelar jovens atletas, o Guarany já exportou valores para outros centros mais adiantados, sem se falar nos jogadores cascudos que se transferiram para outras agremiações, aonde hoje brilham intensamente.

Nos últimos anos o primeiro a sair daqui foi o volante Zé Augusto, que antes de sofrer séria contusão, teve uma passagem pelo Náutico-PE, indo em seguida jogar no Icasa, ainda que por um curto período. Tem também o caso do Fernando Sobral(volante), que após jogar por times de pequeno e médio porte da capital, como o Floresta e Horizonte, respectivamente, foi jogar no Fluminense de Feira de Santana, por indicação do técnico, Arnaldo Lira.

A participação de Fernando Sobral no futebol baiano, foi marcada por total regularidade que o premiou como um dos melhores jogadores da posição na temporada. Essa menção deu ao atleta sobralense projeção nacional que chegou a despertar a atenção do Londrina-PR, que o contratou unto ao Fluminense de Feira. Aliás, dois jogadores revelados pelo Guarany de Sobral, foram exportados para o futebol paranaense. Depois de Fernando Sobral que foi para o Londrina, chegou a vez do lateral-direito Eduardo que foi negociado com o Coritiba, depois de vários dias de conversações entre o Coxa Branca e o Cacique do Vale. O interesse do time paranaense no concurso de Eduardo, despertou a partir do dia 13 de abril, quando Guarany e o Coritiba se enfrentaram pela primeira vez no estádio do Junco, pela Copa do Brasil de 2016.

Naquela partida Eduardo apresentou um futebol de gente grande surgindo aí o interesse do Coritiba pela contratação do garoto santanense. Outros revelados pelo Guarany como Dudu Itapajé e Vagner foram embora logo cedo, porém, permanecem no Nordeste. Dudu Itapajé foi jogar no Juazeirense da Bahia e Vagner se transferiu para o Altos do Piauí, que disputará o campeonato brasileiro da Série D. O Guarany vive um momento de transição, com novos dirigentes que começaram a planejar as atividades do time dando prioridade inicialmente a equipe Sub-17 que disputará o campeonato cearense da categoria a partir de junho próximo, com todos os jogos marcados para a capital do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: