Comissão para a Juventude discute realidades juvenis nos regionais da CNBB

Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos  7º Bispo

Bispos referenciais da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) trocam experiências sobre as diversas realidades juvenis existentes nos regionais da Conferência. A reunião ocorreu na sede da CNBB, em Brasília, entre os dias 15 e 16 de março. O Referencial do Setor Juventude do Regional Nordeste 1 foi representado por.Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, bispo de Sobral.

Segundo o presidente da Comissão, dom Vilsom Basso, os dois dias de reunião servem para animar o Projeto de Evangelização da Juventude na Igreja do Brasil. Como prioridade, a Comissão para a Juventude busca articular, convocar e propor orientações para os jovens a partir do Documento 85 da CNBB, “Evangelização da Juventude”.

A manhã do primeiro dia da reunião foi marcada por um momento de formação. “Já é o segundo ano em que os bispos pediram uma manhã de formação, justamente para ter mais conhecimento, para encontrarmos caminhos, porque quem trabalha com a juventude tem que constantemente estar preparado e aberto”, disse dom Vilsom.

O projeto #Rota300, iniciativa que se desenvolve a partir da peregrinação da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas dioceses, também foi tema de destaque da Comissão. De acordo com dom Vilsom, cada regional apresentou o que vem sendo feito a partir do #Rota300, considerando a evangelização no Brasil.

O assessor nacional da Comissão para a Juventude, padre Antônio Ramos Prado, explica que eventos como o #Rota 300, de cunho nacional, fazem parte do calendário da Comissão e por isso são discutidos em reuniões como essa. “Não só o #Rota 300, mas a Romaria Nacional da Juventude, que acontecerá agora em abril e a Jornada Mundial da Juventude, que ocorrerá em julho são eixos importantes”, acrescenta.

Ainda de acordo com o assessor, temas gerais que abordam a juventude também são tratados no encontro. “A questão da violência, do vazio existencial, as diversas espiritualidades juvenis. Como é que a gente consegue hoje avançar no campo da evangelização para esses jovens que estão fora da Igreja, por exemplo? Então são essas temáticas que a gente discute”, ressalta.

Os bispos reuniram os trabalhos realizados por cada regional e apresentaram as propostas para as futuras atividades da Comissão para a Juventude. “O encontro foi realizado a partir do método: ver, julgar e agir”, finaliza dom Vilsom.

 

Por CNBB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: