Dom Vasconcelos, bispo da Diocese de Sobral, celebra missa de Pentecostes

13178541_1771080173135306_8529079140118164349_n

Aproximadamente mil pessoas estiveram presentes na celebração da missa de Pentecostes realizada no domingo (08) na Catedral da Sé, Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade de Sobral. A celebração foi presidida pelo bispo diocesano Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos e concelebrada pelo Pároco da Sé, Pe. João Batista Vasconcelos.

“A nós descei, Divina Luz!”. Esse é o importante refrão entoado pelos fiéis do mundo inteiro ao celebrar o Dia de Pentecostes. Na Catedral da Sé não foi diferente. Os paroquianos começaram a festa da Vinda do Espírito Santo ainda na noite do sábado, dia 14 de maio, na Solene Vigília de Pentecostes.

O Dia de Pentecostes era para os judeus uma festa de grande alegria, pois era a festa das colheitas. Ação de graças pela colheita do trigo. Era também chamada festa das sete semanas por ser celebrada sete semanas depois da festa da páscoa, no quinquagésimo dia. Daí o nome Pentecostes, que significa “quinquagésimo dia”.

Durante a conclusão da última Missa do Domingo de Pentecostes (ou das II Vésperas, onde esta é a última celebração litúrgica do dia), o Círio Pascal foi levado ao batistério. Dom Vasconcelos incensou com três ductos; O Círio foi apagado pelo celebrante, antes da bênção final.

No primeiro pentecostes, depois da morte de Jesus, cinquenta dias depois da páscoa, o Espírito Santo desceu sobre a comunidade cristã de Jerusalém na forma de línguas de fogo; todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas (At 2,1-4). As primícias da colheita aconteceram naquele dia, pois foram muitos os que se converteram e foram recolhidos para o Reino.

Durante a homilia, Dom Vasconcelos lembrou que a festa teve seu início com a Virgem Maria, Mãe de Jesus, que estava reunida com os Apóstolos no Cenáculo. Ali, houve a manifestação do Espírito Santo e eles começaram a falar em outras línguas. Na tradução mais literal para os dias de hoje, Pentecostes representa a descida do Espírito Santo para renovar a face da terra e limpar nossa gente de toda sorte de pecado.

Logo após essa celebração da grande comunidade, os irmãos do Neocatecumenal iniciaram uma dança no patamar da Catedral, onde louvaram a Deus pelo dom do Espírito Santo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: