ENCADERNADOR MAIS ANTIGO DE SOBRAL NÃO PENSA EM APOSENTADORIA

Gerardo encadernador de livros (1)

Ser aposentado não é sinônimo de estar parado. É o caso do Sr. Gerardo Mendes, que mesmo com 90 anos não pensa em deixar de exercer a função de encadernador. Com 70 anos de experiência ele conta que vai trabalhar enquanto tiver energia.

Nascido em Ipu, mas ainda criança, veio com sua família para Sobral em busca de uma vida melhor, seu interesse pela encadernação surgiu quando era adolescente e não teve influência de ninguém, aprendeu tudo sozinho e aos poucos foi se aperfeiçoando.

O encadernador mais antigo de Sobral teve a honra de prestar serviços para o primeiro Bispo da cidade, Dom José Tupinambá da Frota, e hoje mesmo com a idade avançada ainda mostra disposição e dedicação para continuar trabalhando.

  • Com quem você aprendeu a exercer esta profissão?

Aprendi sozinho, não tive a influência de ninguém, peguei um livro velho que tinha em casa, desmanchei e depois fui restaurando.

  • Você pensa em parar de trabalhar?

Por enquanto não, só existe essa possibilidade quando eu realmente me sentir muito cansado e no momento ainda me sinto bem para continuar trabalhando.

  • É verdade que você prestou serviços para Dom José Tupinambá da Frota, o primeiro Bispo de Sobral?

Sim, ele sempre me chamava para remodelar os livros que ele tinha.

  • Qual o segredo para tanta disposição nesta idade?

Somente o trabalho, jamais parar, só assim o cansaço não tem como nos pegar.

Alessandra Naka

Ana Carolina Mendes

Gabrielle Melo

Alunas do 6º Período de Jornalismo das Faculdades INTA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: