Equipamentos proporcionam atendimentos de qualidade na Santa Casa de Misericórdia de Sobral

Acelerador Linear teve investimento de cinco milhões de reais e trata câncer com precisão no setor oncológico. Duas máquinas de tomografia realizam cerca de 100 exames por dia em pacientes internos, externos e emergência. Dez novas máquinas estão sendo montadas no setor de hemodiálise e outras 19 são esperadas

O equipamento foi inaugurado em junho do ano passado.  Segundo o médico oncologista da Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS), João Evangelista da Ponte: “Este equipamento apresenta uma avançada tecnologia no tratamento dos pacientes portadores de câncer. Foi uma doação do ministério da saúde. É um equipamento de ponta. Nenhum hospital do Ceará que trabalha para o SUS (Sistema Único de Saúde) poderia pensar em adquirir um equipamento desses”, ressalta ele.
De acordo com o físico médico da radioterapia Lenine Campos Miranda: “Na macro região só nós possuímos o equipamento e em Barbalha, no cariri. O pessoal daqui iria para Fortaleza que é muito disputado o atendimento e aqui conseguimos atender o paciente da região sem fila ou pouca fila, uma semana ou dez dias”, enfatiza ele que calcula conseguir o atendimento de 60 a 70 pacientes diários com o bom funcionamento do acelerador.
Para o novo diretor geral da SCMS, Klebson Carvalho Soares: “Conseguimos ampliar a gama de atendimentos. Antes estávamos limitados por não termos acelerador a uma quantidade de pacientes. Dobramos isso ou ampliamos e vamos ampliar mais, estamos conversando em melhorar essa equipe”, aponta.
A Santa Casa de Misericórdia de Sobral possui duas máquinas para realizar exames de tomografia (exames de imagens que utiliza raios X para gerar imagens do corpo que são processadas por um computador). Segundo a supervisora Dorivalda de Paulo: “A máquina mais recente iniciou os trabalhos em setembro. A outra em fevereiro do ano passado. Temos um fluxo de 24 horas, cerca de 80 a 100 exames realizados entre pacientes internados, externos, e emergência”, enfatiza ela.
De acordo com o biomédico Caio Almeida: “Com a nova máquina foi instalada também a nova bomba injetora, equipamento que possibilita a realização de tomografias, estudos dinâmicos com uso do contrate. A Santa casa é a única instituição da região que usa a bomba injetora em uma das máquinas; que favorece uma boa qualidade da imagem; um aparelho de ponta”, afirma ele.

Dez novas máquinas estão sendo montadas no setor de hemodiálise da Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Segundo o diretor financeiro Pe. João Bosco Arruda Linhares: “Essas máquinas proporcionarão melhor qualidade no atendimento e outras 19 estão para chegar; frutos de uma emenda parlamentar”, ressalta ele.
Ao todo, o setor é capacitado com 44 máquinas para tratamentos de pacientes com doenças renais. De acordo com Pe. João Bosco, quando todas estiverem devidamente instaladas e em funcionamento será visível “um upgrade excepcional e ficaremos com um parque tecnológico show de bola”, conclui.

%d blogueiros gostam disto: