Hospital do Coração realizará mais de 40 cirurgias cardíacas de alta complexidade por ano

Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Sobral destinará R$ 200 mil anuais para a realização das cirurgias

Os pacientes que sofrem patologias graves no coração chegam a esperar mais de um ano por uma cirurgia e alguns acabam falecendo antes de chegar ao procedimento. Em Sobral e Região Norte, 145 pacientes esperam cirurgias cardíacas de alta complexidade. A demanda deverá ser alcançada a partir de um convênio celebrado na quinta-feira, 10 de maio, entre o Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Sobral  e o Hospital do Coração Padre José Linhares Ponte, integrante do Sistema Santa Casa de Misericórdia de Sobral, administrado pela Diocese de Sobral. A expectativa é realizar entre 3 a 4 cirurgias por mês, uma média superior a 40 procedimentos por ano. O Consórcio destinará R$ 200 mil anuais ao hospital, respeitando a tabela de procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS).

A expectativa é zerar a fila de espera para cirurgias cardíacas, segundo Henrique Jorge Javi de Sousa, titular da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa). “Na realidade, quando falamos em zerar, chega a ser uma ousadia porque as patologias vão continuar acontecendo e vão ter sempre pacientes aptos para isso. O objetivo do Governo do Estado, Prefeitura de Sobral e o lançamento do consórcio é garantir a minimização dos pacientes na fila de espera de uma cirurgia complexa como essa”, define.

O objetivo é ainda garantir que cada vez mais pessoas possam se recuperar. “Estamos lutando contra o tempo em patologias complexas como essas”, garante Henrique Javi O chefe do poder executivo e presidente do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Sobral (CPSMS), Ivo Gomes, disse ainda que é possível que o valor destinado ao hospital do Coração possa ser ampliado. “Dependendo da capacidade, podemos expandir”, ressalta.

Para o provedor do hospital do Coração, o bispo diocesano Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, trata-se de um marco para a saúde. “É um momento histórico de grandiosa importância. Essa iniciativa do Consórcio Público de Saúde, liderada pelo nosso prefeito de Sobral, Ivo Gomes e todos os que aderiram a essa iniciativa. Isso possibilitará um repasse ao Hospital do Coração para atender pessoas da microrregião que não tem condições mínimas de fazer uma consulta e serão os beneficiados. A previsão é de que a fila de espera possa ser sanada até o final do ano”, destaca.

Gestão Enxuta

A atual direção do Hospital do Coração tem investido em uma gestão enxuta, angariando o máximo com o mínimo de recursos. “Buscamos otimizar os processos”, segundo o diretor clínico, o médico sobralense David Carneiro Neto. O médico explica que o hospital tinha uma capacidade ociosa de 30% a 40% de capacidade técnica e profissional que será destinada à nova demanda por cirurgias. O índice de mortalidade nas cirurgias no Hospital do Coração é baixo, segundo David Carneiro. As consultas e exames passam pela central de regulação. São sete cardiologistas responsáveis pelos exames e consultas.

%d blogueiros gostam disto: