Rádio Educadora do Nordeste: Memórias e histórias de grandes personagens do rádio sobralense: Araújo Pachelle

Dedicação, responsabilidade, seriedade, lealdade, facilidade no relacionamento com colegas e com o público, e carisma para construir amizades. Citando apenas essas qualidades estaria sintetizando, quando o que os leitores desejam é um perfil real do respeitado profissional Araújo Pachelle. Francisco Expedito Araújo, nome verdadeiro de Araújo Pachelle, casado há 33 anos com Maria Anita Maranguape, nasceu em Sobral no dia 02 de março de 1958, sendo seus pais Francisco Manoel de Araújo (In memoriam) e Maria Rozimeire Albuquerque de Araújo.
Antes do rádio, o “Repórter de peso” teve experiência na Marinha Brasileira (1976 a 1982), chegando a ser aprovado em concurso para Sargento. Por questões familiares, saudade da terra natal, o ex-futuro sargento retornou a Sobral enriquecido de experiência e cultura com tudo que aprendeu na passagem pelo militarismo, ocasião em que também chegou a conhecer grande parte do Brasil e alguns países.
Em Sobral, Araújo Pachelle atuou por três anos e meio como subchefe de Expediente do Bradesco. Em seguida, foi para São Paulo, onde trabalhou durante seis anos no Grupo Pão de Açúcar, chegando ao posto de Supervisor. Em 1992 retornou a Sobral. No mesmo ano fez o curso de Radialista, com total apoio do diretor Carlito Gomes, o qual é grato juntamente com outros amigos que fazem parte de sua história. Por sua versatilidade, Araújo Pachelle tornou-se o profissional da emissora da rádio educadora apto para atuar em qualquer área, quer como âncora, quer como repórter, e pronto para desempenhar bem seu oficio em qualquer situação.
Teve também rápida passagem pela Rádio Caiçara e Regional. Foi delegado do Sindicato dos Radialistas durante seis anos e hoje faz parte da diretoria do Sindicato na função de secretário. E confirmando seu ecletismo, o talento de Araújo Pachelle também brilha na imprensa escrita local: Em março de 2005 começou a dirigir o Correio da Semana, hebdomadário da Diocese de Sobral, função que desenvolveu durante 13 anos, transformando-o no mais moderno e mais lido da região. Por todas essas qualidades, por todo esse belo trabalho, Araújo Pachelle dignifica a nossa imprensa e dela tem todo o direito de ser um dos mais legítimos representantes.
Hoje, sendo seu aniversário, ele agradece a todos os cinco bispos que passaram pela diocese desde o tempo que começou a trabalhar na rádio: Dom Walfrido, Dom Aldo, Dom Fernando, Dom Odelir e Dom Vasconcelos.

%d blogueiros gostam disto: