Reunião prepara 36ª Assembleia de Pastoral e reflete urgências da Diocese

Análise dos instrumentais entregues pelas regiões episcopais abriu espaço para avaliar como avançar. Dom Vasconcelos refletiu acerca do planejamento e desenvolvimento da missão das pastorais

O bispo diocesano Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, padres, coordenadores e representantes de movimentos e pastorais participaram da V Reunião do Conselho Diocesano de Pastoral na quarta-feira, 14, no auditório Dom Walfrido. O encontro trouxe uma socialização das devolutivas dos instrumentais preparatórios da 36ª Assembleia Diocesana de Pastoral, enviados para as paróquias e regiões episcopais. Os instrumentais, propostos na última reunião que aconteceu em setembro, são objeto de estudo para a organização da 36ª Assembleia de Pastoral da Diocese, que ocorrerá nos dias 21 e 22 de dezembro no Centro de Treinamento de Sobral (Cetreso).
Dom Vasconcelos retomou a missão da Igreja que está em um estado permanente de missão e explicou que os instrumentais são fundamentais para um diagnóstico de cada paróquia e para fazer crescer o Reino de Deus. “Para nossos projetos se desenvolverem melhor, precisamos acreditar no Reino de Deus; na eficácia do Espírito Santo. Se não acreditarmos, nos tornamos apenas profissionais do sagrado”, enfatiza ele.
Irmã Rozilda Cordeiro, coordenadora das pastorais sociais da Diocese de Sobral, apontou a importância de momentos de planejamento como a reunião para melhor aprendizagem e compromisso com a organização dos serviços de cada pastoral ou movimento diocesano. Irmã Rozilda também motivou uma Campanha de Oração pela 36ª Assembleia Diocesana de Pastoral.

Urgências
Com base nos instrumentais entregues pelas paróquias, uma primeira análise sugere que algumas ações precisam receber atenção especial e serem trabalhadas na Diocese. Na I Urgência, Igreja em Estado permanente de missão, verificou-se que é preciso investir em ações missionárias e rezar pela paz no dia 13 de cada mês.
A catequese e suas formações em nível paroquial visando a Iniciação à Vida Cristã (IVC) fazem parte da II Urgência. Assim como a III Urgência, que busca uma Igreja animada por meio da Bíblia e das Pastorais, requer formular e manter cursos bíblicos para todos os membros da comunidade católica que abrangem. A IV Urgência (Igreja: Comunidade de Comunidades) necessita de ações mais articuladas e maior acolhimento ao dízimo. Todas as urgências contribuem e colaboram com o desenvolvimento da V Urgência que visa construir uma Igreja a serviço da vida plena para todos. (Com informações de Henrique Brito)

%d blogueiros gostam disto: