Sobralenses apontam desafios em propagar a fé nos dias de hoje

Em meio ao prazer pela evangelização, vivemos em uma sociedade onde “as pessoas criticam nossa fé”, ressalta Vera Lúcia, uma vendedora de produtos religiosos de 56 anos. “Evangelizo dentro de casa, tenho dois filhos adolescentes e vivemos em um mundo onde é difícil levar a juventude ao encontro da fé”, enfatiza a dona de casa Conceição Lima, 47 anos. Mas embora elas encontrem desafios em suas formas de evangelizar, não desistem de acreditar em uma força divina e professar a fé católica que possuem.
Não é difícil perceber que vivemos em tempos de perseverança necessária quanto à demonstração da fé que possuímos. Conceição Lima é missionária do dízimo na Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus em Jaibaras; local onde mora com o marido e os dois filhos adolescentes. Visita às famílias da comunidade e leva a Palavra de Deus, mas sua maior dedicação é na família: “Manifesto a minha fé evangelizando dentro de minha casa, indo para as missas aos domingos”, revela ela que acha um desafio introduzir os jovens em uma profunda experiência com Deus.
A falta de fé, ou em maior escala a perca dela é um fenômeno cada vez mais crescente entre os cristãos. “Às vezes aparecem pessoas desanimadas dizendo que Deus não existe. Quando isso acontece, tento mostrar a elas que Deus é um Pai todo- poderoso, que pode fazer milagres. Conto minha história. Anos atrás os médicos desacreditaram em minha vida e hoje estou aqui falando com você”, ressalta Vera Lúcia que possuía uma doença no coração e foi operada em 2010 sem esperança de sobrevivência da parte de profissionais da saúde.

Mensagem de fé
Ajoelhadas diante do Santíssimo encontramos duas mulheres diferentes ligadas por igual sentimento de fé. Uma devotada na conversão de sua família, outra agradecida pela vida e possibilidade de evangelizar por meio de seu testemunho. “É triste quando encontramos pessoas que não acreditam em Deus, que não acreditam que somos capazes de alcançar milagres; mas se a gente busca é certeza conseguir”, enfatiza Conceição que procura mostrar aos filhos como ser uma autêntica cristã buscando os caminhos do bem.
“Muitas pessoas chegam e dizem que por meio do meu silêncio quando estava sofrendo, pela forma tranquila em que agi acabaram se aproximando de Deus”, revela Vera Lúcia que mora em Jordão e é integrante da Comunidade Rainha da Paz. “Devemos mostrar para o mundo que somos felizes em ter Deus. Devemos levar a alegria de Deus nos momentos mais difíceis; mostrar que Ele está conosco”, conclui ela.

%d blogueiros gostam disto: