Poucas e Boas

“Pam, pam, pam, pam!”

Com a prisão de Michel Temer (MDB) na quinta-feira (21), agora são dois ex-chefes do Executivo presos ao mesmo tempo. Curiosidade: Na história da República brasileira, é a primeira vez em que dois ex-presidentes vão presos por crimes comuns. Vejamos, então.
Michel Temer é acusado pelo Ministério Público Federal de ser o “líder de uma organização criminosa”, tendo recebido propina de 1,8 bilhão de reais através de desvios em obras na usina nuclear de Angra 3. Já o petista Luiz Inácio Lula da Silva, presidente em dois mandatos, está preso desde 7 de abril de 2018, condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex em Guarujá (SP). Além deles, há também ex-governadores (dois do RJ, por exemplo) e outros figurões da política e de outras áreas presos por conta da Operação Lava Jato da Polícia Federal, que teve início em 17 de março de 2014.
Lula e Temer não são os únicos ex-presidentes a serem enjaulados. Eles apenas aumentaram a lista que já continha outros seis: São eles: Hermes da Fonseca, Washington Luís, Arthur Bernardes, Café Filho, Jânio Quadros e Juscelino Kubitschek.
Vale lembrar que, apesar de ainda se manterem em liberdade, também são alvos de denúncias José Sarney, acusado de receber propina de contratos superfaturados da Petrobras; Fernando Collor, acusado de receber 30 milhões de reais em propina de contratos da BR Distribuidora, e Dilma Rousseff, que responde por suposta formação de quadrilha durante os governos do PT.
Depois de 1985, quando ocorreu a redemocratização, apenas Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso estão limpos, ou seja, não foram alvos de inquéritos ou de denúncias.
Dito isso, vem-me à mente uma curta polêmica travada entre dois amigos. Um carioca, mas de ascendência norte-americana, perguntou ao outro, que é cearense de quatro costados: “Não te sentes envergonhado de ver aumentando essa nódoa negra na história do Brasil?” O outro respondeu: “Não! Porque quem deveria ter vergonha são eles (políticos)”. Aí foi o jeito eu apimentar a discussão, lançando mais uma pergunta: Mas quem coloca os políticos no poder? O silêncio denunciou que parte dos responsáveis por essa nódoa negra estava ali.
Infelizmente isso – o votar mal e a falta de fiscalização dos eleitos – é o que tem estimulado corruptos continuarem fazendo a festa no Brasil. E o povo continua dançando nesse bailão, que vai desde a presidência da República à prefeitura de muitos pobres e humildes municípios brasileiros. Agora, só ocorre uma brusca interrupção quando o fiscal de salão entra ação em operações como a Lava Jato, tendo o apoio de quem grita: “CADÊ O DINHEIRO QUE TAVA AQUI?” E os dois responsáveis por esse balde de água fria são exatamente a Polícia Federal e a imprensa. Sem dúvida, esses merecem total e irrestrito apoio nesse momento tão cruciante por que passa o Brasil.
Para quem não sabe, “CADÊ O DINHEIRO QUE TAVA AQUI?” é o nome de um quadro do programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão, que vem tirando o sono de muita gente no Brasil. E não é somente dos que mantêm cargos eletivos, não!
Também não conseguem fazer as pazes com o sono aqueles que desejam ganhar dinheiro com facilidade, sem trabalhar, desprezando a virtude da honestidade e se entregando ao abraço traiçoeiro da ganância. Se não é seu caso, aproveite e denuncie. Há, inclusive, um formulário através do qual você também pode colaborar.
Através desse quadro o telespectador pode denunciar e a emissora passa a investigar o roubo do dinheiro público. A denúncia pode ser sobre corrupção, empresas de fachada, notas frias, preços superfaturados, entre outros delitos. Enfim, é uma forma de o cidadão ajudar a identificar os ralos por onde escoa o dinheiro dos impostos ou de outras fontes.
Cada semana de espera para a exibição do programa tem gerado muita expectativa e sido massacrante, principalmente para quem está passível de ser flagrado pelo repórter disfarçado do Fantástico.  Ou seja: Para quem cometeu ou está envolvido numa falcatrua. E a angústia aumenta quando se lembra da forma totalmente sigilosa da investigação.
Nesse estado de nervos, também de forma sigilosa e pensando que conseguem “desmanchar” ou ocultar o mal feito, muita gente passa a agir por debaixo dos panos. Uns, silenciam repentinamente; outros, passam a arrotar honestidade. Com isso, fazem emergir a suspeita de uma autoconfissão inconsciente. E só conseguem uma coisa: enrolar-se cada vez mais e envolver mais gente, que, muitas vezes, entra numa fria por confiar demais nos outros.
Assim sendo, restam duas opções para quem cometeu ou está envolvido em algo que o insere na lista dos caçados pelo quadro da Globo: Se já foi flagrado, confessar o erro, ressarcir a quem prejudicou, pagar a pena imposta pela Justiça e não errar mais; se ainda não foi flagrado, resta arrepender-se, ressarcir a quem prejudicou e não errar mais.
E para os angustiados de ambos os casos, enquanto aguardam mais um Fantástico, haja “pam”: Bramazepam, Clonazepam, Diazepam, Flurazepam e outros “PAM´s” até chegar o sono. Ou até a hora de ter de responder: “CADÊ O DINHEIRO QUE TAVA AQUI?”
DOMINGO NA EDUCADORA DE SOBRAL-CE 
(www.radioeducadora950.com.br)
Neste domingo (17), no Programa Artemísio da Costa na Educadora AM 950: Notícias, reportagens, curiosidades, música de boa qualidade. Participe: 3611-1550 // 3611-2496 // WhatsApp (88) 99618-9555 // Facebook: Artemísio da Costa.

LEIA, CRITIQUE, SUGIRA E DIVULGUE
www.artemisiodacostablogspot.com

%d blogueiros gostam disto: