Poucas e boas

PADRE OSVALDO CHAVES: A cinco do centenário
Neste domingo (21), Sobral e região festejarão o nonagésimo quinto natalício do Padre e Mestre Osvaldo Carneiro Chaves, pessoa merecedora das maiores manifestações de respeito e carinho. Não somente da parte do clero, dos católicos e de ex-alunos, mas também de milhares de pessoas que continuam a receber dele grandes ensinamentos.
Independentemente de local e horário, suas lições contagiavam e continuam contagiando, quer vindas dos púlpitos das igrejas, das salas de aulas ou de um simples bate-papo. Sempre corroboradas pela maneira simples, correta e exemplar com que Padre Osvaldo tem pautado toda a sua existência.

OSVALDO CARNEIRO CHAVES nasceu no sítio Angelim, distrito de Sambaíba, na Granja (CE), em 21 de outubro de 1923. Eram seus pais Manuel Alves Chaves e Maria Carneiro Chaves. Granjense de berço, mas sobralense de coração e por Título de Cidadania, Padre Osvaldo é um dos mais virtuosos e honrados sacerdotes da Igreja Católica. É, também, responsável pela formação educacional de várias gerações de sobralenses e de pessoas de outros municípios.
Foi ordenado a 08 de dezembro de 1951, aos 28 anos, na catedral de Sobral, por Dom José Tupinambá da Frota. Além de Sobral, Padre Osvaldo Chaves exerceu seu ministério sacerdotal em Crateús, Acaraú e São Benedito. Concomitantemente a isso, nelas também atuou no magistério, como professor de Francês, Grego, Latim, Música e, especialmente, de Português, do qual é um dos maiores conhecedores neste País.
De forma quase unânime, seus ex-pupilos garantem que “Era único seu jeito de lecionar. Mestre Osvaldo dava aula não apenas para dotar seus alunos de conhecimentos curriculares. Ele se esmerava para estimulá-los a serem cidadãos de bem, conscientes dos seus direitos e dos seus deveres”. Prova disso é o grande número dos que hoje são destacados profissionais em diversas atividades no País e até fora dele. A maioria considera difícil esquecer o “Padre da bicicleta” Monark Brasil Ouro 1966.
Curiosidade: Em Acaraú (CE), o nome do sacerdote virou símbolo de cultura, correção e honestidade. Lá, durante muito tempo, quando alguém demonstrava ter (ou tentava ter) esses atributos, dizia-se: ‘És um verdadeiro Padre Osvaldo!” ou “Só queres ser Padre Osvaldo!”.
Além do magistério, este respeitado sacerdote realizou um grande trabalho pastoral e social no bairro Dom Expedito e adjacências, em Sobral. Dentre suas diversas benfeitorias, lá construiu o cemitério Santa Marta, hoje pertencente ao bairro Parque Santo Antônio, e colaborou na construção da igreja de São Pedro.
Em 1981, depois de trinta anos de magistério, maior parte deles dedicada ao Colégio Sobralense, o incansável Mestre se aposentou. Somente em 1985, resolveu permitir a publicação do seu livro de poesias “Exíguas”, obra relançada em 2007. Mesmo aposentado continuou seu belíssimo trabalho social: visitas pastorais na Santa Casa de Misericórdia e Hospital do Coração, além da celebração diária de missa na Capela do Abrigo Sagrado do Coração de Jesus. Atualmente, afastado dessas tarefas, dedica-se aos estudos e às orações.
Padre Osvaldo Chaves sempre foi homem simples, avesso a holofotes e ostentações. Mesmo assim, a força da sua vida e da sua obra tem sido tema de livros. Em Sobral, empresta seu nome a uma rua na Cidade José Euclides (Bairro Terrenos Novos) e outra no Dom Expedito; a uma moderna Escola Pública e à Associação de Moradores; a uma Galeria na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Em 2011 recebeu o Diploma de Sócio-Honorário da Academia Sobralense de Estudos e Letras (ASEL); em 2013, o título de Doutor Honoris Causa, outorgado pela UVA. Também tem sido muito requisitado para entrevistas e reportagens em jornais, rádios e televisão.
Atualmente, o célebre sacerdote enfrenta alguns problemas de saúde e outros decorrentes da própria idade. Isso o levou a ter de se internar há duas semanas no Complexo Hospitalar Dom Walfrido, anexo à Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Graças à competência e à dedicação da equipe médica, à sua forte de vontade de viver e à sua fé inabalável, Padre Osvaldo vem superando gradativamente mais essa provação. Lamentavelmente isso vem impedindo um dos seus mais conhecidos hábitos, que é permanecer “agarrado” a seus livros e produzindo belas poesias, como sua mais recente intitulada “O grande sono”.
Chegar aos 95 anos, com vontade de viver mais ainda, e comemorá-los conscientemente e com alegria, como faz Padre Osvaldo, não é privilégio para todos. Para muitos que recebem esse direito, esse certificado de missão cumprida, que sugere usufruir ao máximo dos louros das vitórias e das homenagens merecidas, não é o bastante para minorar o sofrimento decorrente dos achaques, especialmente doenças, que surgem gradativamente com o avançar dos anos.
Mas no caso de nosso querido Osvaldo não é bem assim! Até nesses momentos de provação pontificam suas qualidades de grande sábio. E mesmo nesse exílio forçado no hospital, com muita lucidez e vontade de aprender cada vez mais para servir e para ensinar mais ainda, Padre Osvaldo Carneiro Chaves permanece repassando lições de vida, extraídos de mais essa experiência que está vivenciando. Assim, confirma-se que ele continua sendo um fiel cumpridor da tarefa que Deus lhe confiou: Só fazer o Bem. Sempre!

Parabéns, Amado
Mestre Osvaldo Chaves!
Domingo na
Educadora de Sobral
www.radioeducadora950.com.br
Até amanhã, no Programa Artemísio da Costa na Educadora AM 950, das 10h30 às 12h30min. Notícias, reportagens, curiosidades, música de boa qualidade. Participe 3611-1550 // 3611-2496 // WhatsApp (88) 99618-9555  // Facebook: Artemísio da Costa.

%d blogueiros gostam disto: