DR. ANTÔNIO FRUTUOSO DA FROTA FILHO

Cantinho da Saudade - Dr. Antonio Frutuoso - foto 1

Ele nasceu em Sobral há 115 anos e morreu há 44, mas familiares, conterrâneos relembram com carinho sua figura. Dr. Antônio Frutuoso deixou seu nome registrado tanto na história da magistratura, quanto na da política desta região.

Nascido a 12 de julho de 1900, na antiga Praça da Boa Vista (hoje Rua Dr. João do Monte), onde se ergue o Colégio Studium, Antônio Frutuoso da Frota Filho teve como pais Antônio Frutuoso da Frota e Maria de Lourdes Gomes Coelho. Estudou suas primeiras letras em sua terra natal até 1914, quando, a fim de completá-las, seguiu para a cidade de Nova Friburgo (RJ), onde se internou no Colégio Anchieta.

Em 1918, no RJ terminou o Curso Preparatório, sendo então condecorado com  Medalha de Ouro, prêmio “Padre Luiz Yábar”, instituído por aquele Colégio para o mais distinto aluno. Regressou ao Ceará em 1919, matriculando-se na Faculdade de Direito do Estado. Lá recebeu o grau de Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais em 08 de dezembro de 1923.

Ao completar seus estudos superiores, Dr. Antônio Frutuoso iniciou suas atividades profissionais. Em 23 de junho de 1924 foi nomeado Promotor Público da Comarca de Viçosa do Ceará pelo Presidente do Estado, Ildefonso Albano. Posteriormente, em 12 de dezembro de 1928, foi nomeado Promotor da Comarca de Sobral, pelo então Presidente José Carlos de Matos Peixoto.

Ingressou na magistratura estadual, como Juiz Municipal do Termo de Tamboril, por nomeação efetuada pelo Interventor Federal Cap. Roberto Carneiro de Mendonça a 11 de dezembro de 1932. Na investidura do cargo judiciário, que durou apenas um biênio, teve de exercer, interinamente, as funções de Juiz de Direito da Comarca, com sede em Crateús.

O ilustre magistrado também teve brilhante passagem pela política, tendo seu nome sido indicado por Dom José Tupinambá da Frota para a Liga Eleitoral Católica. Foi eleito deputado estadual com 2.129 votos, fez parte da Mesa, como 2.º vice-presidente, na Assembleia Constituinte, e na Legislação ordinária, que se lhe seguiu, elegeu-se também membro da Seção Permanente da mesma Assembleia. Nessas funções permaneceu até a promulgação da Constituição de 10 de novembro de 1937.

No dia 21 de janeiro de 1946, aos 45 anos de idade, Dr. Antônio Frutuoso casou-se com Maria de Lourdes Dias de Freitas, natural do Piauí, com que teve cinco filhos: Frutuoso Freitas da Frota (In memoriam); Terezinha da Frota Lopes, casada com Humberto Mendonça Lopes (In memoriam) e, atualmente, casada com Dr. Antônio de Pádua Neves; Marcos Antônio Freitas da Frota, casado com Eliane Maria Costa Sousa; Rosina Lúcia Frota Aragão, casada com Antônio Costa Aragão, e Ísis Frota de Vasconcelos, casada com Francisco Ordônio Vasconcelos.

Além de respeitado magistrado e político, Dr. Antônio Frutuoso também foi próspero fazendeiro. Para o final de sua ilustrada existência, depois de ter feito história como homem íntegro, disseminador dos princípios da justiça e da religião católica, Dr. Antônio Frutuoso dedicou o restante de seus dias à família, cujos frutos estão representados pela atuação de seus filhos nos mais diversos segmentos das atividades humanas.

Acometido de distúrbios cardiovasculares, Dr. Antônio Frutuoso da Frota Filho, faleceu aos 72 anos, em Fortaleza (CE), em 1.º de agosto de 1972. Seu corpo foi transladado para Sobral, onde foi sepultado no cemitério São José.

 

UMA PRECE PELA ALMA DE ANTÔNIO FRUTUOSO DA FROTA FILHO”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: