ENCONTRO

Veja a diferença entre as locuções “Ao encontro de” e “De encontro a”:

  1. a) AO ENCONTRO DE: emprega-se para designar uma situação favorável: O aumento veio ao encontro das suas necessidades (satisfez as suas necessidades); A política e a sociedade vão ao encontro uma da outra (complementam-se). A pessoa que diz “o aumento no salário veio de encontro às nossas necessidades” está dizendo asneira.
  2. b) DE ENCONTRO A: indica oposição, choque: O governo não deve ir de encontro às aspirações do povo (ir contra); Foi de encontro aos desejos do pai (agiu contra).

TINHA TIDO…

A leitora Ana, pergunta se podemos usar “tinha tido” na mesma frase. A dúvida da leitora, e de muita gente boa, é se a expressão não é redundante.

Cara Ana, o verbo “ter” pode ser auxiliar de si próprio, assim como “vinha vindo”, “ia indo”. Exs.: Eu tinha tido muitos problemas; Tenho tido muitas dúvidas; Tínhamos tido muitos problemas.

TER LUGAR

Como sinônimo de realizar-se, ocorrer, dar, suceder, prefira qualquer uma destas formas. Exs.: A reunião será realizada amanhã; O incêndio ocorreu ontem.

ENFRENTAR BOAS CONDIÇÕES

Enfrentar indica confronto. Por isso, é errado empregar o verbo como no exemplo seguinte: O motorista no momento vai enfrentar (o correto: encontrar) boas condições de trânsito.

MARIDO E MULHER

Chame as pessoas casadas de marido e mulher, em vez de esposo (que não se justifica jornalisticamente) e esposa (admissível apenas para mulher de uma personalidade): a esposa do embaixador; a esposa do presidente, etc. Não use “senhora” nesse sentido, a não ser de forma irônica.

MALGRADO / MAU GRADO

MALGRADO equivale a “apesar de” e não varia: Malgrado nossos esforços, o remédio não chegou a tempo.

MAU GRADO OU DE MALGRADO (grado quer dizer vontade) entra em frases como: Mau grado meu, trouxe o amigo consigo (contra minha vontade); Saiu de de mau grado (constrangidamente).

MANTER O MESMO / MANTER O SEU

Frases redundantes: O técnico mantém o time (e não: … mantém o mesmo – Poderia manter outro?); O ministro mantém a equipe (e não: … mantém a mesma). O possessivo também é dispensável em frases como: Aeroviários mantêm a sua paralisação (Eles simplesmente mantêm a paralisação).

VÍTIMA FATAL

A coisa mais difícil do mundo é fazer as pessoas que labutam na empresa, principalmente os despreparados (que não são poucos) entenderem que “fatal” significa mortífero, que causa morte, que traz ruína ou desgraça. Por isso, não existe a expressão “vítima fatal”. A vítima recebe a morte e não a produz. Fatal é um golpe, um tiro, um acidente, uma pancada, uma batida e nunca a vítima.

VISTA

A locação correta é “à vista de” e “às vistas de”. Exs.: Colocou-se à vista de todos; À vista do ocorrido, decidiu demitir-se.

(*) Professor Antônio da Costa é graduado em Letras Plenas, com Especialização em Língua Portuguesa e Literatura, na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). É, também, servidor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Sobral. Escreve esta Coluna toda terça-feira. Contatos: (088) 9409-9922 e (088) 9762-2542.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: