SILENT LEGES INTER ARMA – “EM MEIO ÀS ARMAS, AS LEIS SILENCIAM” (MARCOS TULLIUS CÍCERO – 106-43 a.C)

Em 18 de janeiro do ano 52 a.C encontram-se frente a frente, nas proximidades da Via Ápis, as tropas fortemente armadas dos dois políticos Titus Annius Papianus Milo (morto em 48 a. C) e Publius Cloudius Pulcher (c. 92-52 a.C). Travou-se a batalha e Pulcher foi morto, provavelmente pelo próprio Milo. Este foi acusado por causa disso.

Cícero quis provar, em seu discurso de defesa de Milo, que os motins de política interna devem ser considerados como uma guerra, argumentando que na guerra as leis, como a proibição de matar, não se aplicam. Mas foi forçado por soldados a suspender seu discurso e Milo foi condenado ao exílio.

Instigador oculto, Pompeu (106-48 a. C) era o homem forte de Roma na época e conseguiu se impor provando que o ato realmente foi perpetrado em condições legais. (Explicação a pedido do leitor André, a respeito do significado da frase em epígrafe).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: