Professores da rede Estadual de Ensino fazem manifestações na Praça de Cuba

DSC_0805

Professores das escolas Estaduais de Sobral, em greve, reúnem-se diariamente na praça de Cuba para manifestar seu descontentamento em relação à situação de trabalho, causados pela portaria de lotação do ano de 2016 que privou as escolas de usar seus diversos ambientes, como laboratórios de informática, laboratórios de química e multimeios, também melhoria da merenda e estrutura escolar e o reajuste de salário.

A greve foi declarada pelos professores da rede Estadual de ensino do Ceará no último dia 20 de abril, em assembléia em Fortaleza. A pauta da categoria possui pontos que envolvem tanto interesses de alunos, quanto de professores.

São eles: Revogação da portaria de lotação e afastamento para estudo; aumento da verba para merenda escolar e educação; direitos iguais de trabalho para efetivos e temporários; volta dos PPCA’s; reajuste de 15% e reformas reais nas estruturas das escolas.

Muitos ainda estão hesitantes em relação à adesão do movimento pelo receio de sofrer conseqüências trabalhistas, mas os próprios professores que paralisaram e o sindicato estão se mobilizando, formando grupos de visitas para tentar tirar dúvidas a fim de que esses profissionais decidam se aderem ou não à greve.

Diferente da greve anterior, o movimento atual teve maior aceitação e os atos foram mais imediatos. Os professores encontram-se otimistas por ter o apoio também dos alunos que participam diretamente das manifestações, tanto em redes sociais quanto nas ruas.

O posicionamento do governo é aguardado pela categoria que realiza assembléias por regiões a fim de fortalecer os objetivos de conquistar uma melhor condição de trabalho e que, consequentemente, possa proporcionar uma educação com mais qualidade para os jovens das escolas públicas do estado do Ceará.

Alessanfra Naka, Gabrielle Melo e Ana Carolona. Alunas do 6º Período das Faculdades INTA

Alessandra Naka

Ana Carolina Mendes

Gabrielle Melo

Alunas do 6º Período de Jornalismo das Faculdades INTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: