Passemos…

Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o feriadão de Semana Santa de 2015 registrou o menor índice de letalidade desde 2007. Com o encerramento da Operação Semana Santa 2015, da quinta-feira (02) até segunda-feira (06), foi detectada uma queda de 31% no índice de letalidade nas rodovias federais brasileiras (BRs) com relação a 2014.

Vale destacar que a PRF calcula os índices de letalidade e de acidentes com base na evolução do número de veículos do país. Em 2015, para cada grupo de um milhão de veículos, foram registrados 26,32 acidentes; 1,85 acidentes graves; 16,32 feridos e 1,17 mortos. Essas taxas representam uma redução de 22% no índice de acidentes totais, 63% no índice de acidentes graves, 23% no índice de feridos e 31% no índice de mortos. Em números: em 2015 foram registrados 2.323 acidentes. Desses, 163 considerados acidentes graves, 1441 pessoas ficaram feridas e 103 morreram nas rodovias federais.

Já conforme registros da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), no Ceará também houve queda no número de acidentes nas rodovias estaduais na Semana Santa com relação ao ano anterior. Em 2014 aconteceram 38 acidentes com sete mortes; em 2015 a polícia contabilizou  34 acidentes com seis mortes.

Em 2016, a Operação Semana Santa no Ceará começou na quinta-feira (24), às 18h, e será encerrada na segunda-feira (28), às 6h. Nas estradas estaduais, 567 policiais estarão atuando nas fiscalizações. Além da Operação nas estradas, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) está envidando esforços para que a população se sinta mais segura e protegida, através do trabalho de delegacias, bombeiros e outros agentes.

É confortante saber que os órgãos de segurança estão pelo menos tentando cumprir sua obrigação constitucional. E o caminho é esse: adotar ações educativas e de policiamento visando à prevenção de condutas de risco, um dos principais fatos geradores dos acidentes graves.

Mas, se esses acidentes continuam a acontecer, o que justifica a reincidência desses índices ainda alarmantes, de modo especial em período que acenam para a paz e para a tranquilidade, como Ano Novo, Natal, Páscoa e outros? Além de ser um evidente afastamento de Deus, o motivo não será também o fato de se cobrar e se aguardar providências apenas dos órgãos de segurança? Ou ainda não será a falta de um mea-culpa por parte de cada um de nós, acompanhado de um compromisso em também fazer algo para inverter a situação?

Quem sabe, um mergulho espiritual faça com que passemos a compreender o verdadeiro sentido dessas comemorações, de modo especial da Páscoa. E assim, passemos a viver e a partilhar mais com os irmãos a Páscoa de Jesus Cristo; passemos não apenas a cobrar mudanças, mas também a sermos agentes para que elas aconteçam e, principalmente, passemos não somente a ter uma Páscoa feliz anualmente, mas durante toda a nossa passagem pela terra. Feliz Páscoa!

**********

A dois do Centenário

Há 98 anos, no domingo da Ressurreição de 1918, estreou o Correio da Semana (CS). Surgiu da larga visão do primeiro bispo da Diocese de Sobral, Dom José Tupinambá da Frota, que encampou a ideia dos padres Leopoldo Fernandes Pinheiro e José de Lima Ferreira. E humildemente venho dando minha pequena colaboração há 17 anos, quatro dos quais (1999/2002) como Diretor/Redator e o restante como colunista deste Semanário. Hoje me associo aos colegas, a quem desejo força para que o CS continue fazendo da notícia história e da história notícia. Só lembrando: o CS é o mais antigo jornal em circulação do Ceará.

 

Em nome de Dom José

Dom José não só deu total apoio ao Correio da Semana, como também pediu a colaboração de leitores e anunciantes. Os que o sucederam têm feito o mesmo. Particularmente, senti na pele que seu pedido não tem sido atendido, haja vista o pequeno número de assinantes e anunciantes. Em nome do saudoso Bispo, dos demais, inclusive o atual, Dom Vasconcelos, peço: leia, assine, anuncie, compre e divulgue mais o nosso tradicional Correio da Semana (3613-2131). Faça parte também dessa história!

 

Só o breu

Sobral está nesse estado – em algumas avenidas e ruas, como Fernandes Távora, Pimentel Gomes, Mons. Aloísio Pinto, entre outras. Desse modo, nesses locais aumentaram os assaltos e agressões. E passaram a ser quase diários, é claro.

 

Só Pagando

Daqui a pouco, os marginais começarão a cobrar sem nenhuma cerimônia pedágio a quem for passar por lá? E você? Vai pagar pra ver? Não duvido de mais anda.

 

Trailer

Tudo está indicando que na campanha deste ano os candidatos optarão por atuar mais na defesa: tentarão garantir com unhas e dentes que não são responsáveis por nada “daquilo de podre” que atribuem a eles. Pautar-se-ão mais em tentar invalidar as acusações do que reforçar suas promessas caso sejam eleitos. E alguns possíveis ou pré-candidatos já estão preferindo os ataques pessoais à defesa de seus projetos. Fique de olho!

 

Engodo

E o pior é que muitos que poderiam combater esse engodo – membros da imprensa, por exemplo – através da conscientização dos eleitores sobre as armadilhas a que estão expostos, fazem exatamente o contrário: endossam o que dizem os maus candidatos e procuram transformar suas mentiras em verdades. Iguais àqueles que pagam, apelam para o engodo também.

 

Pisca!

Lembram-se disso? É como antigamente se incitava um cão contra outro ou contra alguém. Irracionalmente, ao ouvir isso o cão não vacilava: avançava mesmo, partia para a briga e virava um vale-tudo. Por falar nisso, é lamentável que na imprensa alguns ainda não entenderam que em política os envolvidos em “briga de cachorro grande” são os grupos políticos, políticos ou possíveis candidatos. Comunicador, jamais.

 

Pérolas do Rádio

Ouvinte exigente me contou que ligou para um Programa local, identificando-se imediatamente. Seu nome e endereço não foram bem entendidos pelo apresentador, que perguntou: “Cuma? Ontõi de quê? Mora adonde?” Depois disso, o ouvinte me falou que desligou e desistiu de participar.

 

Domingo na Educadora (www.radioeducadora950.com.br)

Até amanhã (10h), no Programa Artemísio da Costa na Educadora AM 950. Notícias, reportagens, curiosidades, música de qualidade e entrevista.  Participe: 3611-1550 //3611-2496.

 

LEIA, AVALIE, CRITIQUE E SUGIRA

www.artemisiodacosta.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: