Fátima e São João Paulo II

No dia 13 de maio, solenemente se iniciou a caminhada rumo ao centenário da aparição de Nossa Senhora em Fátima, na Cova da Iria, em Portugal. A Mãe de Deus apareceu a três crianças. Emitiu uma mensagem de paz e confidenciou-lhes três segredos. Aos que cremos, não enxergamos coincidências, então, três anos e cinco dias depois da aparição da Virgem em Fátima, no outro lado do mundo, no leste-europeu nascia para a terra Karol Józef Wojtyła. Era o ano de 1920. 18 de maio. O 1º segredo de Fátima diz respeito ao fim da 1ª Guerra, na qual, o pai de Karol, tenente do exército, de quem herdou o nome, Karol Wojtyła, foi combatente. O jovem viveu dias da 2ª Guerra. O 2º segredo atentava para o triunfo do Coração de Maria sobre o regime político vigente então na Rússia. Eleito Papa, o Cardeal Wojtyła, João Paulo II revelou ao mundo seu amor a Nossa Senhora e, no dia 13/05/1981, atentado contra sua vida, ocorrido na Praça de São Pedro, em Roma, demonstraria sua ligação direta com o 3º segredo de Maria naquela aparição. Dezenove anos depois, o próprio Papa revelou que aquele atentado fora a realização do 3º e último segredo de Nossa Senhora em Fátima. Em 2/03/2006, a grande imprensa em todo o mundo noticiou que líderes da ex-União Soviética (Rússia) ordenaram o assassinato tentado a São João Paulo II. Essa notícia tornou o hoje São João Paulo II, muito mais ligado à Nossa Senhora de Fátima, cuja coroa da imagem que existe no Santuário em Fátima, é relicário da bala que o atingira. A ação de São João Paulo II o fez a figura mais importante do século de Fátima (1917/2017).

Santo advogado. 1303. Na França, em 19 de maio, nasceu para a glória de Deus Ivo Hélory de Kermartin, Ivo de Tréguier ou Santo Ivo. O santo faleceu aos 50 anos, foi cavaleiro, advogado, juiz do tribunal eclesiástico da Diocese de Rennes (FR), no qual se resolvia todo tipo de questão, filósofo e teólogo. Com sabedoria, imparcialidade e espírito conciliador, o santo desfez inimizades e conquistou o respeito até dos que perdiam as causas. A defesa dos injustiçados e necessitados rendeu-lhe o título de advogado dos pobres e continuou a merecê-lo depois de largar a magistratura e tornar-se sacerdote. Após sua canonização se tornou Patrono dos que trabalham com o Direito, especialmente, dos Advogados. Em muitos locais do mundo o dia do advogado é celebrado em sua festa. Aqui no Brasil é o dia do Defensor Público e, nestes tempos complicados, pedimos a Santo Ivo que nos ajude à prática da justiça. Finalizando, agradeço às mensagens recebidas pela coluna sobre o Julgamento de Jesus. Foi uma amostra de um grande estudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: